ZapCommerce: ferramenta prática e segura para vender via WhatsApp

separator
Compartilhar

Por ZapCommerce

As medidas impostas pelas autoridades para limitar a circulação de pessoas nas ruas e nos estabelecimentos comerciais têm refletido no movimento do setor de e-commerce.

Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) indicam que houve aumento nas vendas e no faturamento. Estudo realizado pela entidade, em parceria com a Konduto, registrou um aumento de 30,5% em pedidos feitos e de 28% no faturamento das lojas de 25 de fevereiro a 20 de março.

Quem sentiu primeiro esse aumento da demanda foram, é claro, as empresas que já estavam preparadas para atender aos clientes no ambiente digital.

Operações com plataforma de e-commerce omnichannel, por exemplo, conseguiram criar rapidamente saídas para minimizar os problemas enfrentados com o fechamento das lojas físicas.

Nesse caso, vale lembrar, não estamos falando apenas do fato de a empresa ter como atender aos clientes em outros canais de venda, como website, mobile, televendas, redes sociais e marketplaces.

O que faz a diferença para quem tem uma operação desse tipo é a gestão integrada. Todas as informações dos clientes estão devidamente registradas num sistema único, o que facilita o contato e as ações de comunicação.

O acesso fácil aos dados ajuda no desenvolvimento de campanhas específicas para diferentes grupos de clientes, o que impacta positivamente no retorno das iniciativas, uma vez que as abordagens conseguem ser mais assertivas.

Como as ferramentas digitais podem ajudar as lojas

Um aspecto a ser observado sobre as atividades das empresas que contam com um e-commerce é a possibilidade de aproveitarem melhor os recursos das plataformas para ativar os canais de vendas.

Vimos isso acontecer entre os clientes da JET que têm a versão corporate do ZapCommerce, que reúne o que existe de melhor do universo digital: ambiente tecnológico para a força de vendas, controle para os gestores da operação e segurança com boa experiência de compra para consumidor.

No painel gerencial, os gestores têm acesso a inúmeras informações sobre o cliente, o que permite o desenvolvimento de estratégias de venda personalizadas para cada grupo de cliente.

Outro recurso importante: a personalização do layout, o que facilita a identificação da marca por parte do cliente, o que ajuda a vencer as possíveis resistências para a compra via internet.

Vale lembrar que essa é uma realidade que as empresas precisam lidar nesse momento: a entrada de novos consumidores, muitos deles fazendo a sua estreia no e-commerce.

Nesse contexto, é um fator decisivo para a compra a facilidade de acesso e de navegação, além dessa possibilidade de encontrar naquele ambiente uma marca com a qual já tenho algum tipo de relacionamento.

Sob a perspectiva das lojas, o uso de soluções como o ZapCommerce tem outro diferencial: a empresa pode adotar diferentes modelos para o seu negócio, ampliando a sua força de vendas.

Como aumentar a força de vendas sem novos investimentos

Frente a um cenário de maior dificuldade para as empresas, é importante ter como empregar diferentes modelos de negócios, aumentando as chances de vendas.

O ZapCommerce tem funcionado nesses casos como grande aliado das empresas, viabilizando o aumento da força de vendas, sem a necessidade de fazer investimentos ou mobilizar capital.

Para quem está com a loja física fechada, por exemplo, a proposta é que os colaboradores sejam cadastrados no app e que possam, a partir do aplicativo, fazer a abordagem do cliente, oferecendo produtos e serviços de acordo com o perfil de compra.

Isso é possível porque no painel gerencial a marca tem à disposição dados detalhados sobre a movimentação das vendas. Ou seja, com alguns cliques é possível ter acesso aos produtos cadastrados, compartilhados e mais vendidos.

Os clientes da versão corporate do app têm acesso, ainda, ao perfil dos clientes, com dados sobre gênero, região de compra, frequência, ticket médio e número de itens comprados.

Para a elaboração das estratégias, o cliente tem à disposição outros tipos de relatórios, como os que indicam tempo médio de conclusão das vendas, horários mais propícios para a abordagem etc.

No caso das ações de cross sell, o app tem funcionalidades importantes de BI, mostrando:

– Quem comprou também comprou;

– Produtos relacionados;

– Promoções e combos;

– Margens: descontos e overpriced;

– Recomendações de ofertas de acordo com histórico de compras.

Na gestão do processo interno, o cliente pode contar com relatórios comparativos sobre os vendedores para avaliar volume de vendas, valor das negociações e quantidade de compartilhamento.

Esses recursos podem ser usados com os colaboradores, transformando os vendedores em consultores digitais, e também com outros tipos de público.

As marcas podem, por exemplo, fazer a distribuição dos seus produtos via revendedores. É uma alternativa que funciona para setores que têm como acionar uma rede de profissionais para ajudar na venda de seus produtos, atuando com rede de afiliados ou mesmo com a venda direta.

ZapCommerce também ajuda empresas estreantes

Nesse momento de mudanças para o mercado, não têm chegado ao mercado apenas novos consumidores. Muitas empresas que ainda não estavam operando no ambiente digital estão fazendo essa migração.

A transformação nesse caso precisou ser acelerada, uma vez que muitas operações foram obrigadas a fechar suas lojas físicas de uma hora para outra para atender às determinações das autoridades.

A versão start do ZapCommerce é uma saída para quem ficou com o estoque na loja, sem ter como fazer a venda direta para o consumidor final.

De forma simples, o lojista consegue conversar com seus clientes pelo WhatsApp, apresentar os produtos e fechar a venda em um ambiente seguro.

A vantagem é que as informações são devidamente registradas, o que facilita a gestão da loja, usando apenas o smartphone para organizar o fluxo de trabalho nesse momento.

Um dos aspectos positivos é a familiaridade de todos com o WhatsApp, app que é usado por praticamente todo mundo, o tempo todo. Para se ter ideia, são mais de 120 milhões de usuários apenas no Brasil.

Essa popularidade do aplicativo é uma aliada dos comerciantes, uma vez que os clientes estão acostumados com o ambiente do app e passam boa parte do tempo conectados nele.

Preparados para o período pós pandemia

Num período de tantas incertezas como o que estamos atravessando, as empresas que provêm soluções para o comércio eletrônico têm um papel importante, uma vez que podem ajudar o processo de migração das lojas.

Quanto mais operações conseguirem sucesso em suas operações, melhor para o consumidor, que pode encontrar suas marcas preferidas no ambiente digital e assim ajudar a movimentar a economia do país.

O cenário atual é complicado, mas é preciso manter as atividades, os relacionamentos, lembrando que existe um mundo pós pandemia. As dificuldades vão passar e as empresas precisam estar preparadas para voltar a crescer.