Sucessão familiar pode garantir o crescimento de uma empresa

separator
Compartilhar

 Por Geraldo Rufino

Segundo o estudo do SEBRAE “Os desafios da empresa familiar: gestão e sucessão”, 90% dos negócios no Brasil são de perfil familiar.

A JR Diesel é uma empresa familiar desde o dia que foi fundada. Comecei esse negócio junto aos meus dois irmãos e, quando expandiu, o resto da família entrou para somar. Depois de um certo tempo, alguns foram saindo e aos poucos meus filhos e esposa entraram na empresa.

Em minhas palestras, cursos e em entrevistas sempre falo da importância da família estar sempre ligada ao seu trabalho e como isso pode ser aproveitado para o crescimento da empresa. A família é a base, sem essa estrutura fortalecida, qualquer um fica incapaz de seguir adiante com planos para o futuro, e eu sempre acreditei nessa base e a fortaleci.

O meu filho mais velho, Arthur Rufino, tomou posição de CEO, o mais novo, Guilherme Rufino, sempre trabalhou como diretor de vendas e a minha esposa, Marlene Rufino, gerenciava todo o negócio, o financeiro, o RH e tudo que envolva gestão.

Após ingressar no mundo das palestras, a minha agenda foi ficando cada vez mais apertada e com isso o Arthur foi assumindo mais a empresa, até o ponto de concluir que eu deveria de vez focar e trabalhar apenas na minha carreira de palestrante e afins. Foi meio que um plano da gangue, que eu chamo de família. Marlene, continua fazendo a gestão e mandando em tudo e o Guilherme assumiu a agência que cuida de todo o trabalho que executo, palestras, entrevistas, aulas, propagandas, conteúdo para mídias sociais e o que mais aparecer. Essa agência expandiu para muitos outros clientes de grande porte, palestrantes, atletas, cantores, entre outros ramos.

A maioria dos especialistas afirmam que para garantir a solidez de uma empresa, que seja familiar, é necessário que todos os membros tenham o mesmo interesse. É incrível ver como os negócios e a minha família sempre caminham juntos, independente da área em que eu esteja.

A JR Diesel, foi e vai continuar sendo a minha paixão, mesmo com vários compromissos eu sempre dou um jeito de estar por dentro do que acontecendo. Tenho muita segurança de ter entregue nas mãos do meu primogênito a nossa empresa, afinal, ele vem sendo treinado para isso há muitos anos. É dessa forma que enxergo inovação dentro de uma empresa familiar.

Geraldo Rufino é empreendedor, escritor e palestrante. Iniciou sua vida como catador de latas na periferia de SP e hoje fatura R$ 50 mi por ano em seu negócio de reciclagem de caminhões, a JR Diesel. De office-boy à diretor de operações no PlayCenter, sempre entendeu que precisava empreender mesmo no CNPJ de outros para garantir sua estabilidade e segurança familiar.