Empresário conta que precisava ”vender o almoço pra pagar a janta”