Criamos modelos absurdos baseados nos princípios da singularidade