Coronavírus: ensino à distância como oportunidade de crescimento profissional

separator
Compartilhar

Por Gabriel Lara

Já se tornou uma realidade para nós, brasileiros, toda a preocupação a respeito da covid-19. Ao longo dos últimos dias, observamos pelos noticiários e também pela internet, a velocidade com que o vírus se espalhou e as consequências que a pandemia vem trazendo.

O Brasil já começa a registrar vários casos confirmados do coronavírus, a população está cada vez mais cautelosa com a situação e a informação que vem de nossos governantes é que fiquemos em casa, tentando evitar ao máximo grandes aglomerações de pessoas e caprichar na higiene, principalmente das mãos.

Muitas empresas estão aderindo ao home office para diminuir as chances de transmissão da doença e garantir a saúde dos seus colaboradores. Escolas estão mandando alunos e professores para casa. Serviços ditos “supérfluos” foram aconselhados a não abrirem durante esse período em que a pandemia pode se intensificar.

O fato das pessoas a partir de agora ficarem essencialmente em casa, mesmo que ainda trabalhando remotamente, dão a elas muito mais tempo “livre”. Pense bem: no nosso país, em média, o trabalhador demora cerca de 40 minutos a 1 hora para se deslocar para o trabalho.

E se for contar ainda com o tempo para voltar para casa, podemos dizer que ele perde cerca de 2 horas do seu dia, que poderiam estar sendo muito melhor aproveitadas.

Em momentos de crise é preciso sempre buscar novas oportunidades para sair da situação da melhor forma possível. Por pior que seja tudo isso que está acontecendo, a crise está abrindo a oportunidade para pessoas experimentarem novas formas de se fazer as coisas.

É preciso lembrar que home office não são férias. As pessoas vão ter mais tempo livre, tempo que precisa ser aproveitado de um jeito que proporcionará muitos benefícios a médio e longo prazo, de forma pessoal e profissional.

Desde o ano passado já observamos um grande crescimento do mercado digital no Brasil, estamos ficando cada vez mais conectados ao mundo virtual, e ainda pela situação do coronavírus, aumentou-se muito o tráfego de pessoas na internet.

Esse grande número de usuários online está fomentando uma janela de oportunidades para as pessoas experimentarem novas formas de ensino. O ensino a distância ou EAD está sendo basicamente forçado a ter papel ativo no cotidiano da população e muitas instituições estão disponibilizando materiais para usarmos durante esse período de isolamento social.

E está sendo ótimo para quebrar paradigmas sobre o EAD, mostrando às pessoas que realmente existem vantagens, reafirmando sua eficácia e aumentando ainda mais essa tendência já estabelecida do crescimento de práticas de ensino a distância.

A Wise Up, escola de inglês, propôs aos alunos a terem 100% de suas aulas repostas, além de ter mais 5 horas de aulas online por semana, produzidas exclusivamente para esta paralisação. A ação dessa empresa reforça a ideia que é preciso quebrar essa barreira que as pessoas tinham em relação ao EAD. Quem nunca teve contato com qualquer tipo de pratica de ensino a distância está sendo impactado por essa oportunidade.

Atualmente, os infoprodutos se tornaram uma grande tendência de mercado, abrindo portas para pessoas que possuem algum tipo de conhecimento e sintam vontade de ensinar.

Esse tipo de conteúdo pode ser entregue a partir de diversos formatos, seja ele por um e-book, um podcast e até vídeo aulas. Os infoprodutos chamam a atenção do público em geral porque a ideia é que sempre esteja buscando solucionar algum problema ou ensinando alguma habilidade específica.

Nesse quesito existem grandes vantagens para quem busca aperfeiçoar suas habilidades tanto profissionais quanto pessoais, a partir de métodos de ensino à distância.

Talvez a melhor delas seja a flexibilidade de horário, que permite que você possa estudar no momento que for melhor para você. Para muitas pessoas, é bem difícil conciliar a rotina do dia a dia com o tempo de estudo e, muitas vezes, acabam nem procurando algum conteúdo novo.

Existe também uma enorme variedade de cursos e informações que estão disponíveis na internet e, a grande maioria, são totalmente gratuitas. Com uma pesquisa rápida no Youtube ou no Google, você já consegue encontrar muito conteúdo de valor para você.

A ideia que é que as pessoas usem desse tempo que vão ter dentro de casa, para se tornarem profissionais ainda mais capacitados, desenvolvendo novas habilidades que vão ter grande importância no cenário profissional de cada um.

E além de tudo, é sair dessa crise com um novo pensamento. Entendendo a real importância de estar sempre se aprimorando e buscando informações novas, úteis e pertinentes. Criar essa cultura de aprendizado, se aproveitando da forte tendência do EAD, só vai gerar impactos positivos na vida de pessoas que realmente querem estar aprimorando seus conhecimentos.

Nesse momento, uma crise pode se tornar uma grande oportunidade para crescimento, te puxando para cima, estar sempre atento a tudo que acontece, sem deixar escapar nenhuma chance de ser melhor do que era ontem, é fundamental em um mundo cada vez mais competitivo.

O conhecimento se tornou altamente democrático e como disse, existem milhares de pessoas criando conteúdos excelentes e te entregando, sem nem ao menos te cobrar por isso.

Resta a você avaliar e entender como agregar essa oportunidade na sua vida.

Pesquise bastante, corra atrás de conhecimento, use esse tempo livre ao seu favor.

Afinal, até esse momento, ninguém pode prever como vai ser nossas vidas daqui em diante, mas com as escolhas certas, é possível sim prever um futuro de sucesso para você.

Gabriel Lara é publicitário e fundador da agência Boomerang